domingo, 26 de junho de 2011

"A duração da vida de uma pessoa, dizem, é apenas o núcleo da sua verdadeira existência"

Meu escritor favorito cada vez mais próximo do suicídio assistido. Se vc não conhece Terry Pratchett, segue uma pequena lista com algumas das resenhas¹ que me incentivaram a conhecê-lo melhor:

Discworld
Belas Madições²
O oitavo mago
O fabuloso Maurício e seus roedores letrados
O Senhor da Foice
Quando as bruxas viajam

A obra de Pratchett é criativa, divertida... é brilhante. E a sensação que tive ao conhecê-la foi de que era diferente de tudo que eu já havia lido, unindo humor, críticas afiadas, fantasia, poesia e delicadeza, tudo na medida certa, com um ritmo leve e uma aparente simplicidade, enfim, foi de tirar o fôlego. Pratchett é o verdadeiro motivo pelo qual eu quero aprender inglês: quero ser capaz de entender os textos originais. Enfim, é muito triste saber que ele está passando por tanto sofrimento e que está partindo. Mas sua obra vai permanecer. E toda a doçura, alegria, toda a magia e a leveza dos seus escritos, estes permanecerão com seus leitores.






__________
¹Todas escritas lindamente pela Naomi
²Adoro Neil Gaiman, mas Neil Gaiman com Pratchett é muito, muito melhor!

2 comentários:

batatatransgenica disse...

awwwn, brigada pela gentileza! quanto à condição de sir terry, fiquemos com o que ele escreveu em o senhor da foice: “Na aldeia de Ramtop [...] só acreditam que a pessoa finalmente morreu quando a agitação que ela causou no mundo se acaba – quando acaba a corda do relógio em que ela deu corda, quando o vinho que ela fez acaba de fermentar, quando a plantação dela é colhida. A duração da vida de uma pessoa, dizem, é apenas o núcleo da sua verdadeira existência.”

cks disse...

acho que essa semana seus presentes vão.